Cristãos degolados na República Centro-Africana

Dezenas de cristãos, tanto homens quanto crianças, foram degolados por muçulmanos na República Centro-Africana. Segundo o bispo Juan José Aguirre Munoz, jovens muçulmanos impediram por três domingos a abertura da catedral e a celebração de missas.

Inicialmente, milícias cristãs (anti-Balaka) vieram em socorro, dispersando a milícia muçulmana Seleka. Contudo, tropas egípcias que integram a missão de paz da ONU no país dispersaram os anti-Balaka e os Seleka voltaram, retomando a degola, que chegou a 50 pessoas.

(Foto: bispo Juan José Aguirre Munoz.)

2 ideias sobre “Cristãos degolados na República Centro-Africana”

    1. Isso é mais um resultado da “primavera árabe” que os EUA e seus aliados promoveram. Antes, o governo egípcio era muito mais favorável aos cristãos. Hoje, no próprio Egito não há mais segurança.

Deixe uma resposta